segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Semanário Grande Porto


Agradeço e felicito o semanário "Grande Porto" pela excelente reportagem que fez ao movimento "Mulher Atenta".

Graças a esta noticia, bem feita, este movimento está a crescer e a atingir os seus objectivos, dar a conhecer a realidade social carenciada e servir de intermediário para receber e distribuir ofertas de toda a espécie e que são muito bem vindas!

Obrigado pela solidariedade demonstrada!


Fundação AGAP




























































































Deixo aqui fotos que ilustram bem o tamanho da dávida que nos foi oferecida pela Fundação AGAP na Suécia

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

DÁDIVA!

Foi com enorme surpresa que recebi uma mensagem informando da vontade de oferecer a este movimento, um camião TIR com cerca de 16 toneladas de material ortopédico, em estado quase novo, oriundo de uma Fundação Sueca, dirigida pelo português aí residente, Sr. Carlos Quaresma.

Agradeço do fundo do coração esta maravilhosa dádiva feita por um cidadão português atento e preocupado com o seu país. Pois, ao lêr as noticias nos jornais que informavam deste movimento, tomou a iniciativa de enviar mensagem.

Este é um óptimo motivo resultante de um bom trabalho de (alguma) imprensa!
Bem haja Sr. Carlos Quaresma, ficamos eternamente gratas.

In jornal "24 Horas"


Imprensa


In revista "Caras"


Quero partilhar esta maravilhosa mensagem de: JOÃO PAULO RODRIGUES


SEM ELA

O terceiro milénio é da Mulher.

Depois de uma larguíssima história de marginalização projectada pelos homens e para os homens, agora já se assume que é da sua autêntica dimensão e dos seus talentos que somados aos talentos masculinos, que se atinge a composição para continuar avançando rumo à plenitude do ser humano.

Sem Golda Meyer, o Estado de Israel não se tinha consolidado.

Sem Joana de Aragón, não tería existido o Imperador Carlos V.

Sem Indira Gandhi não se avançaria na modernização da Índia.

Sem Manuela, Simón Bolivar não tinha alimentado os seus sonhos de liberdade.

Sem o Amor de Teresa de Calcutá, não se teria dado tanta ternura aos mais desprotegidos e esquecidos da Terra.

Sem Maria, Jesus não tinha existido.

Sem ELA, não existiria paciência nem tolerância.

Sem ELA, o milagre da vida não existiria.

Sem ELA, eu não tinha nascido.

E com ELA eu aprendi a andar, a conhecer o mundo, a pronunciar as minhas primeiras palavras, e o mais importante; sem ELA não tinha aprendido a Amar e a Perdoar.

Graças a ELA, conheci a ternura e a caridade.

Obrigado Mulher porque me ensinaste o caminho da vida, sem ti não existia a criação.

Obrigado Mulher, pela tua bondade dando testemunho da presença de Deus, teu ventre é o perfeito atelier do Criador.

Obrigado Mulher por existires!


Obrigado João Paulo Rodrigues por estas lindas palavras!

quarta-feira, 5 de agosto de 2009



Caras Amigas,

Quero partilhar com todos quantos consultam este nosso blog, a maravilhosa oferta que recebi hoje de 300 bilhetes disponíveis para crianças de Instituições carenciadas da nossa cidade do Porto, a assistirem ao maravilhoso espectáculo musical do "Peter Pan".
Este espectáculo terá lugar no Teatro Sá da Bandeira até 31 de Dezembro.

O meu profundo agradecimento ao Sr. Francisco Santos da Peter Pan Portugal, por este belo presente que as crianças irão adorar certamente e também pela atenção que dispensa às nossas iniciativas.

Estou convicta que este movimento irá crescer de uma forma surpreendente.
Bem haja a todos quantos trabalham para o bem comum!

Um abraço solidário,
Filomena Pinto da Costa


terça-feira, 4 de agosto de 2009

Frase do dia:
"A verdadeira solidariedade começa onde não se espera nada em troca"

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Mensagem de Fernando Campos

É com muita admiração que vos saúdo a todas, mulheres do meu País, para quem a solidariedade não é palavra vã. Quero desejar-vos as maiores felicidades para o projecto que vos une, sabendo que vos espera muito trabalho.
Sei que vão conseguir os vossos objectivos, pois têm convosco uma mulher fantástica, a Filomena Pinto da Costa, que sabe congregar à sua volta, um punhado de pessoas atentas, amigas e capazes de dar um óptimo contributo, para a renovação do sentimento de entreajuda, cada vez mais preciso na sociedade portuguesa.
Aliás, não me espanta nada este vosso propósito, uma vez que a mulher portuguesa sempre foi, ao longo dos tempos, a base da nossa sociedade, ficando sempre na retaguarda, é certo, mas sendo o suporte indispensável aos homens que tanta vez teimaram em fazer dela apenas mãe e mulher.
Parabéns, por isso, e deixem que vos ofereça, com toda a minha ternura, este reconhecimento em forma de poesia.

Saudações solidárias e votos do maior êxito.
Fernando Campos de Castro

MULHER PORTUGUESA

Tu foste a minha mãe, amiga, irmã
a matriarca da alma portuguesa
com útero de pão quente e hortelã
Doce laranja com gomos de tristeza

De mar encheste os braços, e de sal
teus olhos que partiam se ancoravam
na praia mais sozinha em Portugal
já sedentos dos filhos que embarcavam

Foste a seara imensa, a oficina
a serra, o céu, o monte e a campina
um símbolo que o País agora hasteia

Espera-te o futuro, e se quiseres
serás mulher maior entre as mulheres
desta grande família europeia

Mulher Atenta na Grande Porto TV

video

Jantar 30 de Julho de 2009 (1)




Jantar 30 de Julho de 2009 (2)





Jantar 30 de Julho de 2009 (3)





Projectos começam a ganhar forma

O Jantar "Mulher Atenta" foi um sucesso, tendo resultado já num conjunto de ideias e projectos que, a partir de agora, vão começar a ganhar forma. São eles: ajudar o pintor António Guimarães, mais conhecido por Guima; transformar uma casa devoluta da cidade do Porto numa espécie de Casa do Artista em que além da função de lar, tenha igualmente uma vertente lúdica de ocupação dos artistas séniores; realização de uma peça de teatro.

As mais de 20 mulheres presentes no jantar (lista anexa em baixo) falaram sobre as várias áreas onde é necessária a intervenção cívil, por forma a ajudar aqueles que mais precisam. Crianças em risco e idosos desamparados (entre os quais antigos artistas e personalidades importantes da nossa sociedade), foram dois grupos referidos e que não serão esquecidos nas acções a realizar.
Daqui saiu uma promessa: "Não vamos ficar paradas. É para meter mãos-à-obra". Esta iniciativa é para ter continuidade. Por agora, as nossas "beneméritas" ficaram de pensar e elaborar planos de acção concretos. Todas as ideias irão ser analisadas num próximo encontro já agendado para o mês de Setembro.

Na saudação às presentes, Filomena Pinto da Costa (mentora desta acção) referiu ter também o apoio de Matilde Alves, vereadora da CM do Porto com o Pelouro da Acção Social. A autarca, que não pôde estar presente, deixou uma mensagem de congratulação e manifestou-se disponível para ajudar no que for necessário.

O encontro terminou com uma breve actuação de Maria Amélia Canossa que "brindou" as senhoras com uma canção.



Mulheres Atentas:



Filomena Pinto da Costa
Maria Amélia Canossa
Mónica Botelho
Ana Santos
Constância Néry
Manuela Moreira
Maria Fernanda Viegas
Maria Otilde Lourenço Raimundo
Luísa Prior
Maria Manuela Aguiar
Maria Manuela Gaspar
Maria José Azevedo
Anabela Pontes
Sónia Sousa Vieira
Lia Faria Almeida
Mónica Morado Pinho
Maria Otília Novais
Cláudia Moura
Raquel Isidoro
Ana Sousa
Carmen Rodrigues
Mónica Monteiro